6.05.2015

Cérebro

Miolo de noz,
foz que desagua sentidos.
Maestro da orquestra que me toca.

Em seus hemisférios duelam a razão e a emoção,
como em um baile de máscaras 
onde sapateiam mistérios e poderes infinitos 





Nenhum comentário: